03
JUL

Como identificar e resolver problemas na caixa de direção?

Você sabe o que é uma caixa de direção e qual é a sua função? De modo bem simplificado, podemos dizer que ela trabalha com uma combinação de engrenagens. Sua função é converter a rotação do volante em movimento horizontal, sendo este transmitido às rodas. Outros componentes auxiliam nesse trabalho, e esse conjunto é chamado de sistema de direção.

Entenda o tipo de caixa de direção do seu carro
Em carros mais antigos, a caixa de direção usava um sistema com eixo sem fim, sendo substituída depois, em veículos de passeio, pelo tipo pinhão e cremalheira, bem mais leve e compacta. Os tipos mais comuns de caixa de direção são:

- tipo pinhão e cremalheira sem auxílio;
- com auxílio hidráulico;
- com auxílio elétrico.

As caixas de direção com auxílio são muito mais leves na condução do veículo, mas é preciso tomar cuidado e prestar atenção ao menor sinal de desgaste, pois o custo de reparo pode ser bem alto. A seguir listamos alguns sinais de problemas aos quais você deve ficar atento.

Verifique folgas na direção.

Esse é um dos problemas mais comuns que podem ocorrer em uma caixa de direção. Principalmente quando o carro está parado, é possível perceber que, ao girar o volante, o movimento não é transmitido às rodas. O desgaste de componentes internos ou externos, como o pinhão e a cremalheira, pode causar esse comportamento.

É muito importante não trocar imediatamente a caixa, pois nem sempre é ela que está causando o problema. Lembre-se que existem vários outros componentes que fazem parte do sistema de direção do veículo e que eles também podem causar essa falha.

Alguns dos itens que podem causar essas falhas são:

- terminal de direção com folga;
- problemas de fixação entre a coluna de direção e a caixa;
- terminais da direção com defeito ou gastos.
- buchas da bandeja ou braço oscilante com desgaste excessivo

Fique atento aos ruídos durante manobras
Esteja muito atento a esses sinais. Ruídos ao manobrar são sinais de que a caixa de direção pode ter problemas, mas falhas em outros componentes podem gerar exatamente o mesmo sintoma. De acordo com Jair Silva, supervisor de serviços da Nakata, o desgaste na cruzeta da coluna de direção pode causar ruídos muito semelhantes aos produzidos por um pinhão ou uma cremalheira com problema.

Com um sistema de direção hidráulica, fique mais atento ainda para não trocar peças que estão em bom estado e continuar com o problema. São várias as causas que podem gerar ruídos e enganar um mecânico sem experiência. As principais são:

- mangueira de pressão com defeito;
- nível do óleo baixo;
- mangueiras obstruídas;
- problemas com retentores;
- diâmetro errado das mangueiras.

Falhas nos terminais também podem ocasionar ruídos ao manobrar o veículo.

Preste atenção quanto às trepidações no volante.

Esse pode ser um alerta de que a caixa de direção está com problemas, principalmente quando ocorre com o veículo em baixas velocidades. Se as vibrações ocorrem em velocidades maiores, é preciso verificar outros componentes do veículo, como rodas amassadas, pneus com defeito e a junta homocinética. Alinhamento, balanceamento, eixos danificados e problemas na suspensão também devem ser revisados. Se esse comportamento é notado apenas quando você utiliza o freio do carro, fique atento às condições do disco, tambores e cubos.

Note se a direção está muito dura.

Principalmente quando o sistema de direção é hidráulico ou elétrico, não é normal usar muita força para manobrar o carro. Essa dificuldade pode ser causada por uma falha na caixa de direção. Em direções convencionais e não assistidas, pode significar problemas nos outros componentes do sistema de direção e suspensão do veículo.

Além de problemas na caixa, o volante muito duro pode ser causado principalmente por:

- correia ou esticador com defeito;
- tubulações danificadas;
- vazamentos;
- nível de óleo baixo
- coluna de direção desalinhada;
- correia patinando;
- problemas na bomba hidráulica.
- pneu com medida incorreta
- calibragem do pneu abaixo do recomendado
- problemas na geometria da direção
- rolamento do coxim do amortecedor danificado

Procure por vazamentos.

Sempre verifique o nível do fluido da caixa de direção hidráulica e atente-se aos vazamentos, causados principalmente por problemas em retentores. Esses vazamentos são extremamente prejudiciais e podem danificá-la permanentemente. O fluido de direção hidráulica deve ser substituído em intervalos recomendado pela montadora do veículo.

Faça revisões periódicas.

Existem duas dicas que são infalíveis para manter seu carro em ordem: faça as revisões programadas e mantenha a manutenção do veículo em dia. Durante essas revisões, todos os sistemas são verificados, inclusive os que podem causar problemas na condução, como a caixa de direção, a suspensão, os pneus, o freio, os terminais, a barra de direção, os eixos etc. As revisões são muito importantes porque conseguem detectar falhas antes mesmo que venham a acontecer ou quando ainda são pequenas. Lembre-se que os vários componentes de um carro trabalham em conjunto, e um pequeno defeito em uma peça pode danificar outras com valor muito maior, gerando mais gastos e dor de cabeça.

Procure assistência especializada.

Agora que você já conhece alguns sinais que podem indicar uma caixa de direção desgastada, procure uma oficina mecânica imediatamente se notar algum deles. O sistema de direção de um veículo é uma parte extremamente delicada e diretamente ligada à sua segurança. Fazer reparos sem o conhecimento adequado pode causar sérios acidentes. Trocar peças por conta própria é perigoso e pode sair bem caro. Você deve ter percebido que, na maioria das vezes, vários componentes podem causar o mesmo problema. Ao trocar uma caixa de direção, você terá um gasto elevado, dependendo do modelo do veículo, então não corra o risco de erro no diagnóstico. Se o defeito não for nesse componente, o problema vai persistir e, provavelmente, piorar. Sempre procure oficinas especializadas. A instalação incorreta da caixa de direção pode ocasionar vários problemas e reduzir sua vida útil. É preciso centralizá-la antes de fazer a instalação, ter atenção aos terminais e fazer o correto alinhamento da direção, além de outros procedimentos. Uma oficina de garagem não fará isso corretamente e você ainda corre o risco de ter diagnósticos falsos — o que nos leva ao próximo tópico.

Tome cuidado com diagnósticos errados.

Diagnósticos errados podem acontecer, tome cuidado! Quer um exemplo de como muito dinheiro e tempo podem ser perdidos com um diagnóstico errado? Um terminal axial com folga gera um barulho que pode ser confundido com problema na caixa de direção. Esse terminal chega a custar até dez vezes menos do que uma caixa nova. Preste atenção aos sinais, não troque a caixa de direção e outras peças por conta própria e sempre faça as revisões programadas. Seguindo essas três dicas básicas você vai manter seu carro em ordem, não comprometendo sua segurança e seu bolso.